Algumas pesquisas importantes mostram que a diabetes alta é uma doença que afeta em torno de 7% de toda a população brasileira. É um número bastante grande. Além disso, outros 10% da população, cerca de 20 milhões de pessoas, correm o risco de desenvolverem a doença caso não mudem os hábitos de vida.

Entre esses 10%, quase 60% das pessoas não acredita que está dentro do grupo de risco para ter diabetes um dia, e isso é muito preocupante. Outra questão crucial também é que grande parte da população brasileira não considera que algumas mudanças no estilo e no hábito de vida possam ser fundamentais para prevenir a diabetes alta tipo 2.

Sendo assim, fica cada vez mais difícil diminuir o número de casos de diabetes no país, não é mesmo? Afinal de conta, algumas pessoas não fazem nada para evitar isso. E, dessa forma, inúmeros problemas mais complicados surgem.

Quer saber quais são os principais fatores de risco para a diabetes alta, principalmente o tipo 2, e entender como é possível se prevenir dessa doença? Veja tudo isso ao longo do artigo.

Como prevenir a diabetes alta

A seguir você vai conferir algumas dicas importantíssimas de como prevenir a diabetes alta de forma bastante eficaz. Não se esqueça de que para isso é essencial procurar um médico também, o qual passará o melhor tratamento para o seu caso em específico.


Hábitos que ajudam a prevenir a diabetes alta 1

1. Alimentação saudável

Antes de qualquer coisa, nada melhor para evitar a diabetes alta tipo 2 do que fazer uma reeducação alimentar. Isso porque a alimentação errada é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento da doença, uma vez que ela é responsável, em grandes partes, pela obesidade. E, como você já sabe, o excesso de peso é um grande perigo nesse caso.

Ao consumir mais calorias do que o corpo é capaz de gastar, a consequência é que os ponteiros da balança vão subir cada vez mais. Sendo assim, fazer refeições repletas de legumes, verduras e frutas é tão importante. Lembre-se também de evitar açúcares, carboidrato e sódio. Essas coisas em excesso só fazem mal à saúde.

É válido ressaltar que comer doces não causa diabetes alta tipo 2. O que colabora com o desenvolvimento dessa doença é a obesidade, a qual pode sim ser causada pelo excesso de doce. Portanto, tome cuidado: uma coisa leva a outra.

2. Mantenha o peso ideal

Diretamente relacionada com a primeira dica, manter o peso ideal evita sim o surgimento da diabetes alta. Nunca se esqueça de que o peso em excesso acaba fazendo com que os tecidos do corpo não sejam mais capazes de captar glicose, mesmo com a ação da insulina.

A insulina, caso você não saiba, é um hormônio responsável por transformar a glicose em energia ou levá-la até as células.

Um dado importante é que,  de acordo com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, em torno de 80% das pessoas que possuem diabetes alta tipo 2 são obesas ou estão um pouco acima do peso.

Sendo assim, a cirurgia bariátrica é uma excelente alternativa para quem está acima do peso e tem diabetes.  Afinal de contas, por meio dela há uma redução brusca do peso e, consequentemente, melhor captação de glicose.

3. Durma bem

Por incrível que pareça, o sono tem relação sim com o processo de evitar a diabetes alta. A apneia do sono, por exemplo, é um mecanismo de resistência à insulina. Afinal, esse problema acaba aumentando a produção de hormônios como a adrenalina e o cortisol, os quais ajudam a regular a insulina.

Dessa forma, o fato de não dormir bem é capaz de interferir diretamente de forma negativa nesse equilíbrio entre glicose e insulina, o que aumenta a concentração de açúcar no site e contribui para o desenvolvimento da diabetes alta tipo 2.

4. Faça exercícios físicos

Afastar o sedentarismo é um dos melhores hábitos para prevenir a diabetes alta. No entanto, não precisa se preocupar. O recomendado é que se faça pelo menos de 20 a 30 minutos de atividades leves a moderadas, ou seja, não precisa ser nada pesado.

Além disso, se você não tem tempo para frequentar uma academia, por exemplo, também não tem nenhum problema. Que tal separar alguns minutos do dia para fazer exercícios físicos dentro da sua própria casa? É isso mesmo. Ou, pelo menos, comece a trocar o elevador pelas escadas, pode ser uma boa ajuda de início. O importante é não ficar parado.

Fazendo atividades físicas você consegue emagrecer, sendo assim já une dois hábitos essenciais para prevenir a diabetes alta.

5. Vá ao médico

É claro que frequentar o médico pelo menos uma vez por ano também é super importante, principalmente no caso de pessoas com mais de 40 anos. Na maioria das vezes, o diagnóstico da diabetes alta tipo 2 é feito a partir do momento em que determinado médico solicita uma bateria de exames ao paciente para saber se está tudo bem.

Se ir ao médico for algo difícil para você, defina um mês para você não esquecer de ir todos os anos. Com uma rotina com certeza será algo mais simples e menos provável de esquecer. Além de ir ao médico, não deixe de fazer corretamente também todos os exames que ele pediu, certo?

6. Cuidado com a pressão e com o estresse

Você é uma daquelas pessoas que costuma ficar estressado com facilidade? Então tome muito cuidado. Isso porque o estresse é responsável por aumentar a quantidade de hormônios produzida pelo organismo, aqueles que ajudam a controlar a insulina.

Outra questão importante é que o estresse também pode ser um fator de risco para a hipertensão, uma doença que pode caminhar lado a lado com o diabetes. A pressão alta, por exemplo, é capaz de antecipar o desenvolvimento da diabetes alta. Isso acontece pelo fato de que as duas doenças possuem mecanismo de aparecimento quase iguais.

Além do mais, o estresse também possui um impacto inflamatório. Em outras palavras, acaba favorecendo várias inflamações do organismo, as quais conseguem agravar ainda mais a produção de insulina. A consequência? Alto nível de glicose no sangue.

7. Evite bebidas alcóolicas

Quer outra dica de como prevenir a diabetes alta? Então evite consumir bebidas alcóolicas. O excesso dessas bebidas é responsável por colaborar com o desenvolvimento da diabetes alta tipo 2. Isso porque o consumo colabora com o aumento de peso, principalmente no acúmulo de gordura abdominal.

Essa gordura, por sua vez, é muito perigosa quando o assunto é a diabetes alta tipo 2, visto que ela é capaz de aumentar a produção de algumas substâncias inflamatórias, gerando uma cadeia de desequilíbrio no organismo.

Além disso, ingerir muito álcool amplia também aquele depósito de gordura no fígado e, consequentemente, acaba prejudicando o pâncreas. Portanto, não existe praticamente nenhum benefício no consumo de bebidas alcóolicas, não é mesmo?  Então tome cuidado e evite excessos a fim de prevenir a diabetes alta.

8. Não fume

Assim como diversas outras coisas, a nicotina também é capaz de interferir no funcionamento da insulina, o que aumenta os níveis de açúcar na corrente sanguínea, gerando a diabetes alta. Outro ponto importante é que o ato de fumar não está ligado apenas com o aumento do risco de diabetes alta. Muito pelo contrário.

Fumar também prejudica as pessoas que já foram diagnosticadas com diabetes alta, uma vez que aumenta o risco de inflamação nas artérias e entupimento também.

9. Fique atento ao pré-diabetes

Antes de ser diagnosticado com diabetes alta tipo 2, é possível que o médico diga que você está com pré-diabetes. Nunca ignore esse alerta. Mas, também não leve isso como a certeza de que você terá diabetes alta futuramente.

Afinal, é super possível reverter a pré-diabetes, desde que você se dedique e mude o seu estilo de vida, é claro. Para isso, comece a comer de forma saudável e faça exercícios físicos diariamente.

10. Cuidado com remédios corticoides

Por fim, mas não menos importante, é válido ressaltar que os remédios corticoides também são responsáveis por aumentar o número de diabetes alta. Esses remédios, normalmente, são receitados em casos de doenças mais agudas como, por exemplo, alergias, asmas e dores articulares.

O problema é que quem precisa tomar esse tipo de medicamento constantemente está mais propenso a desenvolver diabetes alta. Os corticoides são sintetizados na glândula suprarrenal, pelo cortisol. O cortisol, produzido com o objetivo de regular algumas funções do organismo, é um hormônio muito importante.

Sua produção é maior pela manhã. Depois, conforme o dia vai passando, começa a reduzir. É por isso que, normalmente, uma pessoa fica mais cansada durante a noite. Sendo assim, quando uma pessoa utiliza corticoides com frequência, a produção de cortisol pode ficar alterada, interferindo nesses processos.

Conclusão

Portanto, existem diversas maneiras de prevenir a diabetes alta. Basta você mudar seu estilo de vida e deixar ele o mais saudável possível. Lembre-se de que essa doença pode trazer inúmeros problemas para o seu organismo. Por isso, se hoje você vive uma vida sedentária e não come de forma saudável, que tal mudar o quanto antes?


Hábitos que ajudam a prevenir a diabetes alta 1

Hábitos que ajudam a prevenir a diabetes alta
5 (100%) 1 vote