Quais são os principais sintomas do diabetes infantil? 1 A Diabetes não tem cura. Ela pode ser revertida ou estabilizada.

Infelizmente, o número de casos de diabetes infantil está aumentando em todo o mundo. Pode-se dizer que a maioria das crianças é diagnosticada com diabetes tipo 1, no entanto já é comum também se deparar com o diabetes tipo 2 nos pequenos, isso principalmente na América. Mas, por que será que isso está acontecendo? Quais são os principais sintomas do diabetes infantil? O que os pais podem fazer em relação a essa doença?

Todas essas perguntas precisam ser resolvidas a fim de evitar futuras complicações. Isso porque as crianças e os jovens que desenvolvem diabetes logo cedo possuem maiores riscos de encontrar outros problemas de saúde ao longo da vida. Dessa forma, conseguir reconhecer os sinais e os sintomas do diabetes infantil, por exemplo, já é algo muito importante.

Tenha sempre em mente de que ter um diagnóstico precoce é capaz de aumentar as chances de tratar a doença da forma mais adequada. Levando tudo isso em consideração, acompanhe o restante deste artigo para entender tudo aquilo que você precisa a respeito do diabetes infantil. Preste bastante atenção a fim de evitar ao máximo que esse problema aconteça com o seu filho ou para saber o que fazer e como tratar a doença da forma adequada.

Diabetes infantil

Em primeiro lugar, é importante ressaltar que o diabetes tipo 1 e tipo 2 são diferentes, mas de qualquer forma as duas doenças são capazes de afetar o uso da insulina pelo organismo. O diabetes tipo 1, como já citado antes, é mais comum de acontecer em crianças. Na verdade, grande parte dos diagnósticos dessa doença é feita ainda no começo da vida. Para quem não sabe, o diabetes tipo 1 acontece quando o pâncreas não é mais capaz de produzir insulina.

Dessa forma, sem a insulina adequada a glicose, ou seja, o açúcar, não consegue ir do sangue até as células para ser usado como energia. O que acontece é que os níveis de açúcar no sangue acabam ficando altos. O tratamento desse tipo de diabetes, o tipo 1, é feito através do uso de insulinas diariamente ao longo da vida e também por meio do monitoramento do açúcar no sangue.

Infelizmente, o diabetes, nem o tipo 1 e nem o tipo 2, têm cura. Sendo assim, é fundamental também mudar o hábito de vida e começar a fazer atividades físicas, tudo com o objetivo de manter os níveis de açúcar no sangue controlados.

Por sua vez, o diabetes tipo 2 não é tão comum em crianças, mas também é possível de acontecer. Nesse caso, a insulina não funciona mais da forma correta e o corpo não é capaz de reconhecer a sua presença. E, sem insulina suficiente, a glicose também pode se acumular na corrente sanguínea.

O tratamento do diabetes tipo 2 depende muito de cada caso. O médico pode indicar algum medicamento, doses de insulina ou apenas solicitar que o paciente, no caso a criança, mude o seu estilo de vida o quanto antes. Ou seja, comece a comer de forma saudável, faça atividades físicas, fique dentro do peso adequado, entre outras coisas importantes.

Resumidamente, o diabetes infantil pode ser tanto do tipo 1 quanto do tipo 2 e ele se desenvolve da mesma forma como nos adultos. Entretanto, a grande diferença é que neste caso em específico, ou seja, no diabetes infantil, os pais têm um papel fundamental.


Quais são os principais sintomas do diabetes infantil? 2

Causas do diabetes infantil

As verdadeiras causas do diabetes infantil, tanto do tipo 1 quanto do tipo 2, ainda não são muito compreendidas. Isso acontece no caso de adultos também. Muito estudos e pesquisas ressaltam que algumas características hereditárias podem influenciar, assim como a dieta e os exercícios físicos.

O estranho é que muitas crianças que têm diabetes tipo 1 não apresentam nenhum histórico familiar. Sendo assim, a causa exata da doença ainda é um mistério. Em contrapartida, o diabetes infantil tipo 2 é causado por conta de uma dieta muito ruim e do sedentarismo logo cedo. É por isso que aqui os pais possuem um papel muito importante.

Mas, então, quais são os sintomas do diabetes infantil? Como saber se há algo errado com a criança? Veja logo a seguir mais informações sobre esse assunto.

Sintomas do diabetes infantil

Entender os sintomas do diabetes infantil é de extrema importância para que os pais consigam identificar possíveis problemas com os seus filhos. Confira abaixo quais são esses sintomas.

Sintomas do diabetes infantil tipo 1

  • Muita vontade de beber água e de fazer xixi;
  • Aumento do apetite;
  • Perda de peso inexplicável;
  • Fadiga em excesso;
  • Irritabilidade;
  • Hálito com cheiro de frutas;
  • Visão turva ou embaçada.

Sintomas do diabetes infantil tipo 2

  • Muita vontade de beber água e de ir ao banheiro;
  • Cansaço extremo;
  • Coceira perto dos órgãos genitais;
  • Cicatrização lenta de cortes e feridas;
  • Perda de peso.

Ou seja, os sintomas do diabetes infantil tipo 1 e do tipo 2 são realmente parecidos. Sendo assim, apenas com os exames adequados é possível saber se o seu filho está com alguma dessas doenças e qual é exatamente.

Sinais de aviso para os pais

Os pais precisam estar super atentos, uma vez que é comum que as crianças não sejam diagnosticadas até que os sintomas listados acima já estejam graves. Isso acontece porque muitas vezes os pais acham que algumas coisas são normais e acabam não procurando um médico logo no início. Além disso, algumas crianças também não demonstram nenhum dos sintomas do diabetes infantil no começo da doença.

É por isso que é realmente muito importante levar o seu filho ao médico com frequência a fim de realizar os exames necessários para saber como estão as coisas. Dessa forma, as chances do diabetes infantil ser diagnosticado logo no começo são realmente grandes.

Portanto, esteja sempre observando o seu filho e os possíveis sinais de aviso que o organismo dele dará para mostrar que tem algo fora do normal. Às vezes, os sintomas podem aparecer juntos ou de forma isolada, por isso que prestar bastante atenção é fundamental.

Tratamento

Depois de observar os sintomas do diabetes infantil, levar o seu filho no médico e ele realmente ser diagnosticado com a doença, é hora de começar um tratamento com um especialista no assunto. Tudo, é claro, vai depender do tipo de diabetes que a criança possui.

Sendo assim, se for diabetes tipo 1 é bastante provável que o médico indique doses diárias de insulina a fim de controlar os níveis de açúcar no sangue. A quantidade dessas doses, no entanto, deve seguir exatamente aquilo que foi prescrito pelo especialista, afinal doses maiores ou menores podem acabar prejudicando o organismo da criança.

No caso de diabetes infantil tipo 2, tudo vai depender e muito da situação. O médico pode apenas recomendar que os hábitos de vida sejam mudados, ou seja, que a criança coma de forma mais saudável e comece a praticar exercícios físicos, ou pode pedir para que seja feito o uso de medicamentos. Em alguns casos, dependendo da gravidade da situação, também é possível que o especialista recomende algumas doses de insulina. Portanto, o ideal mesmo é seguir tudo aquilo que for indicado.

Complicações

Entender os sintomas do diabetes infantil e procurar o melhor tratamento é essencial para evitar futuras complicações mais sérias. Para se ter uma ideia, uma das consequência mais graves do diabetes infantil tipo 1 quando não diagnosticado é a cetoacidose diabética (CAD). Infelizmente, essa doença é a principal causa de mortalidade em crianças que possuem diabetes tipo 1.

Como os níveis de insulina no organismo estão baixos, o corpo não é mais capaz de usar a glicose como energia. Ao invés disso, começa a quebrar gorduras para a obtenção dessa energia. O problema é que quando isso acontece existe a produção de substâncias químicas conhecidas como cetonas, as quais, em grandes quantidades, podem ser tóxicas.

Dessa forma, um acúmulo dessa substância no organismo causa a CAD, ou seja, deixa o corpo ácido. Portanto, o diagnóstico precoce é uma das melhores maneiras de evitar essa doença. É por isso que os pais devem ficar atento aos sintomas do diabetes infantil e, caso a doença seja realmente descoberta, incentivar ao máximo que os filhos se cuidem a fim de evitar futuras complicações.

Não se esqueça de que, caso essa doença não seja diagnosticada logo no início, as chances das crianças desenvolverem a doença conhecida como CAD realmente são grandes. Além disso, se o seu filho ainda não foi diagnosticado com a doença, mas segue uma vida bastante desregulada e consome muito açúcar, o ideal é que isso já mude o quanto antes.

Afinal de contas, umas das melhores coisas que podem ser feitas é evitar o diabetes infantil. De qualquer forma, se isso não for possível, não deixe de orientar o seu filho a respeito das melhores escolhas que devem ser feitas.

Conclusão

Agora que você já entendeu quais são os sintomas do diabetes infantil, seu tratamento e sua principal complicação, não deixe de levar sempre o seu filho ao médico a fim de fazer todos os exames recomendados para ver como está a saúde dele. Não se esqueça de que o diabetes pode sim ser evitado e também pode ser tratado!


Quais são os principais sintomas do diabetes infantil? 2